Jhonatan Blanco Hernandez é oriundo de Anzoátegui, estado da Venezuela, e veio para o Brasil por causa da grande crise econômica em seu país. Ele “deixou suas duas filhas, uma de quatro anos e outra de seis, na intenção de conseguir recursos para sustentá-las dignamente. Assim, em maio de 2018, ele chegou à cidade de Pacaraima, onde ficou dois meses morando nas ruas e passando muitas dificuldades, até que foi acolhido por irmãos de uma igreja local.

Em seguida, ele foi para Boa Vista, onde morou de favor em uma outra igreja enquanto realizava trabalhos temporários. Mas, por mais que se esforçasse, o que recebia não era suficiente para manter a sua família na Venezuela.

Foi em Boa Vista que Jhonatan conheceu a Missão Brasil Venezuela, projeto que oferece serviços médicos, odontológicos, lavagem de roupa, discipulado e, ainda, o cadastro para a interiorização de refugiados venezuelanos. De lá, ele foi encaminhado, por meio de um avião da Força Aérea Brasileira, para a Casa Minha Pátria, em São Paulo.

Nessa segunda fase, ele viveu com outros venezuelanos que passaram pelo mesmo processo, até ser acolhido por uma igreja cadastrada no programa “Igreja Acolhedora”, a Primeira Igreja Batista do Andaraí (RJ), do Pr. Osiris Marques.

Após quase perder completamente suas esperanças de sobreviver, hoje o jovem homem tem um lar, um emprego e ainda uma nova vida em Cristo Jesus. Assim como o Senhor Jesus, que em vários momentos encheu-se de compaixão diante da multidão que perecia como ovelhas sem pastor (Mateus 9.36), essa é a igreja de Cristo atenta às necessidades das pessoas ao seu redor e multiplicando discípulos, através da compaixão e graça.